Com novo corte, Copom reduz taxa básica de juros a 2,25% ao ano

Sem comentários

Com a piora do cenário econômico em meio a pandemia da Covid-19, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu, na última quarta-feira (17), reduzir mais uma vez a taxa básica de juros. Com o oitavo corte consecutivo, a Selic atinge nova mínima histórica, passando de 3% ao ano para 2,25% ao ano.

A Selic serve como base para o cálculo dos juros das diferentes modalidades de crédito oferecidas pelos bancos e demais instituições financeiras do país. Com o novo valor a tendência é de que o Brasil entre em um cenário com juros reais negativos, como Japão, Indonésia, Argentina, Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido.

O comunicado ainda completa que, para as próximas reuniões, “o Comitê vê como apropriado avaliar os impactos da pandemia e do conjunto de medidas de incentivo ao crédito e recomposição de renda, e antevê que um eventual ajuste futuro no atual grau de estímulo monetário será residual.”

A taxa Selic é a principal ferramenta do BC para controle da inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). No cenário híbrido que utiliza câmbio fixo e juros do mercado financeiro, o Copom alterou sua projeção para o IPCA em 2020 de 2,3% para 2%. O valor é abaixo do piso da meta, que, neste ano, tem centro em 4%, com tolerância 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo, ou seja, podendo variar de 2,5% a 5,5%.
Para o Copom, se o nível de ociosidade do país pode levar a inflação a ficar ainda mais baixa do que o esperado. “Esse risco se intensifica caso a pandemia se prolongue e provoque aumentos de incerteza e de poupança precaucional e, consequentemente, uma redução da demanda agregada com magnitude ou duração ainda maiores do que as estimadas”.

No início desta semana, o relatório semanal do BC Boletim Focus, que reúne as expectativas do mercado financeiro para os principais indicadores macroeconômicos, trouxe a expectativa de uma Selic a 2,25% até o fim de 2020 e uma inflação de 1,60%.

Para o mercado imobiliário, significa que os juros para compra de imóveis estão menores e investidores devem aproveitar o momento.

Fonte: CNN Brasil

adminCom novo corte, Copom reduz taxa básica de juros a 2,25% ao ano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *